SERVIÇO DE APOIO ACADÊMICO

img-nucleoinclusaoO NAI – Núcleo de Apoio à Inclusão é o órgão de apoio à Diretoria, responsável pelo implementação e acompanhamento dos serviços prestados para as pessoas com deficiência e/ou necessidades educacionais especiais. Este Núcleo foi especialmente criado para favorecer as questões inclusivas de toda a FAESP.

As atividades do NAI são exercidas por uma equipe profissional, especializada em Educação Especial, e setores da FAESP, designados pela Direção. Integram o NAI, a Ouvidoria, o NAP e a Supervisão Pedagógica. São atribuições do NAI:

• Receber as demandas da comunidade acadêmica;
• Promover a capacitação do quadro docente e técnico-administrativo;
• Divulgar a política inclusiva geral e da Faesp;
• Incentivar ações inclusivas junto a comunidade acadêmica;
• Subsidiar a direção e as coordenações sobre medidas a serem adotadas para a inclusão;
• Oferecer suporte necessário ao melhor aproveitamento no processo ensino-aprendizagem;
• Acompanhar as necessidades educacionais dos discentes da Faesp;
• Participar da elaboração do plano de atividades da Faculdade, bem como do Plano de Desenvolvimento Institucional;
• Participar de reuniões colegiadas, sempre que convocado.

img-nucleopsicopedagogiaO NAP – Núcleo de Apoio Psicopedagógico é o órgão de apoio à Diretoria, responsável pelo acompanhamento Psicopedagógico do corpo discente, docente e técnico administrativo, preparado para atender, mediar e solucionar problemáticas que possam surgir no decorrer da vida acadêmica da Instituição.

O NAP – Núcleo de Apoio Psicopedagógico, dispõe de suporte de uma equipe profissional devidamente qualificada, composta por um psicólogo ou psicopedagogo e um pedagogo, assim como integram o NAP, a ouvidoria e a supervisão pedagógica. Este grupo, perante a Instituição como um todo tem caráter neutro e íntegro para que os objetivos de apoio formal sejam alcançados. Esta equipe profissional é designada pela Direção Geral por meio de Portaria, devendo seguir sempre as recomendações do Regimento Geral da Instituição, nas suas decisões.

Os atendimentos realizados por este órgão são registrados de forma a seguir o código de ética profissional para que possam ser reproduzidos dados estatísticos que demonstrem o grau de atuação e resposta positiva das atividades realizadas. São atribuições do NAP:

• Receber as demandas da comunidade acadêmica interna e externa;
• Orientar para o desenvolvimento de competências dos acadêmicos que apresentam dificuldades de aprendizagem;
• Oferecer suporte necessário ao melhor aproveitamento no processo ensino-aprendizagem;
• Acompanhar o desempenho acadêmico, a evasão escolar, índices de aproveitamento e de frequência às aulas e demais atividades;
• Acompanhar eventuais casos de conflitos entre docente e discentes;
• Orientar os docentes no relacionamento interpessoal em sala de aula.
• Orientar o corpo técnico-administrativo no relacionamento interpessoal nos/entre os diversos setores da FAESP.
• Orientar os discentes que apresentem intercorrências de ordem emocional que possam fragilizar e diminuir seu aproveitamento;
• Mediar juntamente com às coordenações de curso, conflitos em sala de aula.
• Levar subsídios as Direções e Coordenações para o bom funcionamento da FAESP.
• Participar da elaboração do plano de atividades da Faculdade, bem como do Plano de Desenvolvimento Institucional;
• Participar de reuniões colegiadas, sempre que convocado.

img-ouvidoriaA Ouvidoria da FAESP – Faculdade Anchieta de Ensino Superior do Paraná, tem como objetivo principal ser um canal de comunicação entre acadêmicos, professores, funcionários e a comunidade em geral, para que todos possam manifestar-se – democraticamente em relação aos vários serviços prestados. É um órgão de apoio à Diretoria, responsável pelo relacionamento da comunidade acadêmica e resolução e/ou encaminhamento das necessidades advindas de todos os órgãos internos e externos da Faesp. A ouvidoria tem como objetivo principal o aperfeiçoamento das ações institucionais. Tem o compromisso de defender os direitos e promover a cidadania, mantendo sempre o sigilo e a identidade das pessoas que a utilizam. Foi criada com a intenção de melhorar o atendimento do estudante, à informação e a comunicação nos diferentes departamentos da Faesp.

A Ouvidoria é exercida por um profissional de nível superior como facilitador das relações entre o cidadão e a Instituição de Ensino, com a finalidade captar, avaliar, pesquisar e redirecionar os departamentos competentes, coletando as manifestações de qualquer público seja interno (alunos, funcionários e professores) ou externo (comunidade), buscando sempre contribuir para a melhoria dos processos e sistemas da Instituição de Ensino Superior e prestará informações ao NAP – Núcleo de Apoio Psicopedagógico, quando necessário para suprir a conciliação de conflitos que venham ocorrer na Instituição. São atribuições da OUVIDORIA:

• Acolher as demandas a comunidade acadêmica interna e externa;
• Informar a Direção e os demais órgãos envolvidos sobre as demandas oriundas da comunidade acadêmica;
• Sugerir, quando necessário, a melhor possibilidade para atendimento às solicitações da comunidade acadêmica;
• Atender, de forma virtual ou presencial, os que buscam os serviços da Ouvidoria;
• Encaminhar as solicitações recebidas, quando necessário, para os setores competentes, para sua análise e atendimento;
• Informar a comunidade acadêmica, que busca os serviços da Ouvidoria, sobre as demandas que não são pertinentes, bem como as que contrariam as normas da Faesp ou da legislação em geral;
• Acompanhar os casos até a sua completa finalização, informando os interessadas sobre os resultados do processo;
• Participar da elaboração do plano de atividades da Faculdade, bem como do Plano de Desenvolvimento Institucional.

ESTÍMULOS À PERMANÊNCIA

Com pensamento voltado para a qualidade da formação profissional dos acadêmicos a FAESP desenvolve um trabalho periódico através do NAP – Núcleo de Apoio Psicopedagógico de estímulo à permanência. Os acadêmicos são convidados a conversar com a psicóloga da Instituição no intuito de verificar a qualidade do ensino desta bem como melhorias que possam ser feitas. O serviço contempla um trabalho de acolhimento ao acadêmico frente a qualquer dificuldade que este possua e possa prejudicá-lo. É dado ênfase à importância da escolha profissional para um melhor desenvolvimento e qualidade de vida profissional.

Também através da CPA – Comissão Própria de Avaliação o acadêmico poderá expressar sua opinião em relação a Instituição, o corpo docente e sua dificuldades, no curso. Além do acompanhamento citado, a FAESP mantém a oferta de Programa de nivelamento para disciplinas e/ou conteúdos necessários.

A FAESP mantém a oferta de cursos de nivelamento para as disciplinas e/ou conteúdos elencados pelos colegiados de curso como necessários para que os acadêmicos alcancem sucesso nas disciplinas que requerem domínio de conteúdos anteriores (de base) ou para aquelas em que sejam levantadas dificuldades ou defasagem dos acadêmicos durante o decorrer do curso.

Dessa forma, são dois tipos de Nivelamento:
1. Básico | Rotineiramente são oferecidos cursos de nivelamento para matemática e português. Além dos conteúdos oferecidos no nivelamento de matemática em nível de ensino médio, são inseridos conteúdos de lógica, para que o estudante seja levado a refletir e resolver situações-problema.

Já no nivelamento de português, os conteúdos são divididos em três grupos, nova ortografia, leitura e interpretação de textos. Estes cursos ocorrem em horários diferenciados e são acompanhados pelas coordenações de curso.

2. Especial | Disciplinas em que sejam levantadas dificuldades ou defasagem dos acadêmicos. São elencadas, da mesma forma, pelo colegiado de curso e ofertadas por monitorias ou outros professores diversos do professor titular da disciplina.
Em ambos os casos, estes cursos ocorrem em horários diferenciados e são acompanhados pelas coordenações de curso. Os cursos também são ofertados na modalidade a distância.

O Instituto de Ensino Superior Anchieta instituiu na Faesp, através da Portaria de número 15/2013 e regulamentos próprios, o Pró-Estudos – Programa de Concessão de Bolsas de Estudos com a finalidade de subsidiar parte do custo dos Cursos de Graduação, propiciando à população Educacional oportunidade de ingressar e se manter no Ensino Superior.

Entre as modalidades de Bolsas de Estudos está a Bolsa Empresarial que ocorre por meio de convênio com diversas empresas da região, no qual o benefício se estende aos funcionários e seus dependentes. São ofertadas bolsas parciais aos colaboradores efetivamente matriculados na FAESP, conforme contratos firmados.

A maioria destes convênios propicia, além de reduções efetivas nas mensalidades, campo de Estágio supervisionado, sendo um canal de absorção de estagiários da Faesp.

Outra modalidade de Bolsa de Estudos é a Bolsa Indicação para que o acadêmico da Faesp seja beneficiado duplamente, primeiro obtendo reduções na mensalidade, mas também trazendo para a comunidade Faesp pessoas conhecidas e amigas.

A Instituição também sustenta como critério, a Bolsa Funcionários que visa fomentar a formação de seus colaboradores e familiares que prestam serviços para a FAESP. Estes funcionários recebem bolsa parcial sobre o valor bruto das mensalidades.
Além das bolsas citadas, a FAESP aderiu aos Programas Federais como PROUNI e FIES, cumprindo integralmente as exigências elencadas nas normativas legais.