FORMAS DE INGRESSO

SELEÇÃO E INGRESSO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO

A seleção dos candidatos e o ingresso nos cursos de graduação da Faculdade dar-se-ão de acordo com o Regimento e a Legislação vigente, através de:

PROCESSO SELETIVO

O ingresso na graduação se dá por meio do processo seletivo classificatório, terá provas sobre os conteúdos de Língua Portuguesa, Matemática e Redação, idênticas para todos os cursos, abrangendo conhecimentos comuns à escolaridade do Ensino Médio, sem ultrapassar este nível de complexidade. O processo seletivo possui regulamento próprio e é publicado no site da Faesp e editado, a cada novo processo. O processo seletivo é destinado a avaliar a formação recebida pelos candidatos e a classificá-los, dentro do estrito limite das vagas oferecidas e aprovadas através de portarias ministeriais.

A seleção e ingresso nos cursos de Pós-graduação Lato-Sensu ficam subordinadas ao que for definido em cada projeto de curso e, no que couber, ao disposto no Regimento da Faesp. A Pós Graduação da Faesp segue as normativas legais e em especial a Resolução número 1 de 8 de junho de 2007, do MEC, que estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização.

Edital Cursos Presenciais 1

Edital Cursos Presenciais 2

Manual Cursos Presenciais

Edital Cursos EaD

Manual Cursos EaD

PELO PROUNI

Candidatos inscritos e selecionados conforme os critérios do MEC – Ministério da Educação.

PELO ENEM

Ingresso pela realização da prova do Enem exige que o candidato tenha obtido uma pontuação mínima de 350 (trezentos e cinquenta) pontos.

REAPROVEITAMENTO DE ESTUDOS  

Ingresso formalizado quando o candidato é formado em outros cursos de graduação da Faesp ou de outra IES, desde que o curso e/ou IES esteja regular junto ao MEC.

REOPÇÃO DE CURSO

Quando o candidato iniciou seus estudos em outro curso da Faesp e/ou em outra IES, desde que o curso e/ou IES esteja regular junto ao MEC.

TRANSFERÊNCIA

É concedida, nos termos das normas vigentes, matrícula a aluno transferido de curso superior de instituição congênere, nacional ou estrangeira, na estrita conformidade das vagas existentes, desde que o curso e/ou IES esteja regular junto ao MEC.