AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

O SINAES – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior é o sistema responsável pela avaliação da educação superior em nível nacional, sob responsabilidade do MEC – Ministério da Educação. Tem como objetivo assegurar o processo nacional de avaliação das instituições, norteando os processos avaliativos por diferentes dimensões institucionais e constitui-se a partir dos dados do Censo, das informações coletadas pelo ENADE – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes e pelas informações constantes das Avaliações das Condições de Ensino (que compreende a Avaliação e a Autoavaliação Institucional). Tal processo é realizado pela CPA – Comissão Própria de Avaliação, que, na Faculdade Anchieta de Ensino Superior do Paraná – FAESP, foi criada no ano de 2009.

A CPA possui membros da comunidade e do corpo docente, nomeados, que oferecem subsídios à efetivação de um processo de aperfeiçoamento contínuo da instituição como um todo, além de estimular a utilização da Avaliação Institucional como ferramenta destinada ao planejamento e à gestão, apresentando à comunidade acadêmica (interna ou externa) os resultados das avaliações realizadas, o que possibilita, a cada segmento, a elaboração de sugestões para as potencialidades ou dificuldades diagnosticadas. Dessa forma, a CPA da Faculdade Anchieta de Ensino Superior do Paraná – FAESP colabora no cumprimento do papel assumido pela mantenedora, no que tange à prestação de contas dos resultados das ações de todos os colaboradores da instituição, para a mudança ou manutenção de práticas e posturas profissionais, primando pela excelência educacional.

Neste contexto, se insere o planejamento de ações voltadas à Avaliação Institucional na Faculdade Anchieta de Ensino Superior do Paraná – FAESP, elaboradas, aplicadas, divulgadas e registradas pela CPA. Desta forma, a Avaliação Institucional envolve todos os aspectos do processo ensino-aprendizagem, bem como atividades de extensão e pesquisa, funções essenciais de uma instituição de ensino superior. Envolve, também, o conjunto das condições físicas e administrativas e os aspectos relacionados à gestão institucional, detalhados nas diferentes dimensões do SINAES.
Tendo por base este entendimento, são realizadas atividades de aferição quantitativa e qualitativa, com o registro de informações quanto ao desempenho dos docentes, condições de instalações, funcionamento de serviços e articulação entre os diferentes setores da instituição.

Os resultados têm sido utilizados tanto na gestão acadêmica quanto na gestão administrativa, pois constituem importantes indicadores para a melhoria da qualidade e do desempenho institucional.
A Avaliação Institucional permite comparar e conhecer os números internos da instituição, comparar aos números externos e, dessa forma, verificar potencialidades e fragilidades, gerando uma lista de ações a serem implantadas ou mantidas, conforme as necessidades demonstradas. Também permite fazer cumprir sua missão enquanto instituição e desenvolver sua filosofia, constituindo, ainda, uma nova cultura de avaliação.

OBJETIVOS GERAIS

Implementar a busca contínua de qualidade para a instituição com vistas a excelência;
Aperfeiçoar o processo de gestão, acadêmica e administrativa, pelo levantamento das condições de desempenho institucional, internas e externas;
Proporcionar informações para o processo decisório em relação às medidas necessárias à melhoria da qualidade institucional;
Desenvolver a percepção do processo de Avaliação Institucional como instrumento de desenvolvimento de pessoas e processos e não de seleção, exclusão ou punição;
Divulgar com isenção, os resultados obtidos nas avaliações institucionais.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Aprimorar e prosseguir com a realização dos procedimentos de avaliação institucional com docentes, funcionários e colaboradores, e discentes;
Ampliar os procedimentos avaliativos com abrangência às demais atividades da Faculdade Anchieta de Ensino Superior do Paraná – FAESP, por meio da implantação de um cronograma de envolvimento gradativo, visando à participação de toda a comunidade;
Realizar análises e discussões sobre os pontos críticos detectados, com vistas a subsidiar o processo decisório e de planejamento institucional.

PROJETO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

A Avaliação Institucional da Faculdade Anchieta de Ensino Superior do Paraná – FAESP passou e passa por diferentes etapas desde sua implantação. Primeiramente foi constituída a CPA – Comissão Própria de Avaliação, identificada com as propostas do SINAES. A partir disso, foram elaborados instrumentos preliminares de avaliação.

Foi realizada, então, a disseminação interna da proposta e sensibilização da comunidade acadêmica para a importância do processo de avaliação bem como para sua realização, a partir de reuniões, seminários, entre outras formas de divulgação. Foram constituídos cronogramas com aprazamentos de atividades, priorizações de ações e estabelecimentos de comissões responsáveis pela execução das mesmas. O passo seguinte foi a aplicação da autoavaliação, seguida da leitura, tabulação e interpretação de dados, com posterior retorno de resultados à comunidade acadêmica, resultados estes publicados.

Como a avaliação ocorre constantemente, a aplicação de instrumentos (questionários), a análise de dados e publicação dos mesmos também acontece constantemente, bem como o balanço crítico da avaliação, a elaboração de planos de ações para eventuais problemas, a manutenção daquilo que está a contento, o aperfeiçoamento de ações.

AVALIAÇÃO INTERNA

Considera-se a avaliação do ensino, processos didático-metodológicos, cursos, docentes, alunos, egressos, pesquisa, extensão, serviços de apoio e gestão institucional. Compreende diferentes etapas: o diagnóstico, a definição do objeto de estudo e dos possíveis problemas que se deseja detectar, a preparação e validação de instrumentos, a definição do processo de coleta dos dados, o processamento dos dados e análise crítica dos resultados, com posterior elaboração de relatório de pesquisa. Na etapa de análise dos resultados, participam representantes dos diferentes segmentos envolvidos, bem como a elaboração de relatório com as principais conclusões do diagnóstico. São realizadas, a posteriori, reuniões com os dirigentes dos setores envolvidos, buscando-se a solução para os problemas apontados e a divulgação dos resultados, para dar conhecimento dos resultados do diagnóstico e das decisões tomadas por parte da comunidade institucional.

A avaliação interna compreende, ainda, a etapa de meta-avaliação, onde é realizada uma autocrítica visando a melhoria do processo de avaliação como um todo. Os resultados são divulgados no Portal do aluno, para os discentes e na Intranet, para os docentes e funcionários, além de informativos no link da CPA na página da Faculdade Anchieta de Ensino Superior do Paraná – FAESP, contando, ainda, com informativos impressos. O mesmo procedimento é adotado quanto aos cursos da modalidade a distância, que têm, além dos meios citados, a vinculação nas grades horárias entre as aulas, o que propicia a efetiva divulgação dos resultados.

A qualquer tempo, as Coordenações de Cursos têm a liberdade de sugerir ou solicitar itens a serem avaliados em momentos diferentes da aplicação da Avaliação Institucional realizada pela CPA. Há a possibilidade de efetiva vinculação de enquetes no sistema, possibilitando a emissão de opiniões dos discentes sobre assuntos pertinentes à organização acadêmica, procedimentos internos, entre outros.

AVALIAÇÃO EXTERNA

É a fase da Avaliação Institucional onde avaliadores escolhidos pelo MEC, realizam uma visita in loco para verificar as condições de ensino oferecidas pela instituição. Seguindo determinações do SINAES, Lei nº. 10.861/2004:

Art. 3º […] § 2º Para a avaliação das instituições, serão utilizados procedimentos e instrumentos diversificados, dentre os quais a autoavaliação e a avaliação externa in loco. […]
Art. 4º A avaliação dos cursos de graduação tem por objetivo identificar as condições de ensino oferecidas aos estudantes, em especial as relativas ao perfil do corpo docente, às instalações físicas e à organização didático-pedagógica.
§ 1º A avaliação dos cursos de graduação utilizará procedimentos e instrumentos diversificados, dentre os quais obrigatoriamente as visitas por comissões de especialistas das respectivas áreas do conhecimento.
§ 2º A avaliação dos cursos de graduação resultará na atribuição de conceitos, ordenados em uma escala com 5 (cinco) níveis, a cada uma das dimensões e ao conjunto das dimensões avaliadas.

Para tanto, requer a preparação de documentos próprios, como os relatórios de avaliação interna, bem como a apresentação de outros documentos institucionais como o PDI – Plano de Desenvolvimento Institucional, o PPI – Projeto Pedagógico Institucional, os PPC’s – Projeto Pedagógico de Curso, Regimento Geral, entre outros.

META-AVALIAÇÃO

Etapa da Avaliação Institucional onde é realizada uma nova leitura das realizações, conclusões, dos resultados do ENADE e dos relatórios resultantes das Avaliações das Condições de Ensino e que permitirá ajustes e mudanças, a partir de discussões em cada área ou unidade da instituição, revisão de métodos e técnicas de Avaliação Institucional para modificar, se necessário, o projeto de avaliação e seus instrumentos e permitir a continuidade do ciclo de avaliação.

AVALIAÇÃO DE CURSO

Os Cursos são avaliados com uma periodicidade modular, avaliação esta de caráter formativo e verificador de estratégias pedagógicas, no intuito de oferecer subsídios norteadores para mudanças, aperfeiçoamentos, atualizações, etc.

A cada ano é realizada uma avaliação geral, em forma de pesquisa, incluindo a comunidade do curso, a fim de auferir sua aceitação no mercado de trabalho, subsidiando a decisão sobre a continuidade ou não do curso em função da aceitação e necessidades sociais e de mercado. Os cursos que contam com etapas de qualificação profissional e certificação são avaliados etapa a etapa, sempre após a conclusão das mesmas.

Os mecanismos de avaliação são específicos para os cursos oferecidos na modalidade a distância, com o envolvimento, no processo avaliativo, dos Coordenadores de Cursos, professores, tutores, monitores, empresas e órgãos públicos ou privados relacionados aos mesmos.

ARTICULAÇÃO DA AVALIAÇÃO DO CURSO COM AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

São realizadas avaliações pela Coordenação de Curso, quando das reuniões de Colegiado, que tratam questões de ordem didático-pedagógica e administrativa. Para obter um diagnóstico mais preciso a respeito do Curso, são observados os resultados dos questionários aplicados pela CPA – Comissão Própria de Avaliação, quando da Avaliação Institucional, onde são abordadas questões sobre a Instituição, o Curso, o corpo docente, questões didático-pedagógicas e administrativas.

CURSOS DE GRADUAÇÃO – MODALIDADE PRESENCIAL E A DISTÂNCIA

Considerando o compromisso explicitado no Programa de Avaliação Institucional da Faculdade Anchieta de Ensino Superior do Paraná – FAESP, no que se refere ao desenvolvimento de um processo avaliativo sistêmico e participativo, disponibilizando informações e indicadores que norteiem o acompanhamento das ações acadêmico-administrativas, o presente relatório tem por objetivo descrever algumas ações resultantes da auto-avaliação.

Cumpre ressaltar que a CPA desenvolve suas atividades de forma integrada com os diversos setores da Instituição. Assim, se por um lado a CPA é responsável pela implementação de processos avaliativos que acompanhem o desenvolvimento das ações acadêmico-administrativas, por outro lado também atua de forma integrada na avaliação de projetos e programas desenvolvidos para melhoria da qualidade do ensino, resultando num processo coletivo, desde a definição das pesquisas a serem realizadas e construção dos instrumentos de coleta de dados até a discussão de prioridades quanto à adequação de procedimentos ou correção de rumo.